18/06/2012

Naquela noite... # part.1

                   5404159514_8a4f1c35fd_z_large

-Olá, posso ficar contigo?
-Depende...
-Depende do quê?
-Depende se vais ficar para sempre ou se estás só a brincar com os meus sentimentos.
Tudo ficou num silêncio profundo, naquela sala escura, naquela noite, olhei para a janela, a espera de uma resposta. Simplesmente obti o silêncio. Questionei-me durante segundos se o que fiz foi o correcto. Já estava farta de não obter resposta, sai daquela sala, naquela noite, a correr sem mais poder. Perguntei a mim mesma novamente se o que fiz o foi o correcto. O meu coração dizia que não a minha mente que sim. Estava cada vez mais confusa, porquê que ele não me respondeu?
Foi para o parque a meio daquela noite, não queria ir para casa, a confusão que lá habita è muita, não me apetecia naquela noite ouvir os barulhos dos pais a discutir e dos irmãos a brincar.
No parque orbitava um enorme escuro e silêncio. Os candeeiros de jardim estava avariados, a única luz que havia era a da Lua... Sentei-me no banco verde que está mesmo ao lado de rosas brancas, puras e cheias de paz, mas que lá no fundo não passam de pequenas flores convencidas. Não sei se era o meu odeio a pensar se era eu mesma. Olhava para todo o lado e via sempre um pouco de coisas más. Sempre achei as rosas perfeitas, mas naquela noite, sentia-me melhor criticando as coisas.

              Tumblr_led021dtvs1qeaybdo1_500_large


Hey, marshmallow! Estou sozinha em casa e decidi escrever uma coisa que podesse ficar marcada no vosso coração, espero que tenha concluído o meu objectivo. Hoje, fiquei assim um pouco dramática :) beijinhos, da vossa Mýo *-*

Cya...

1 comentário:

  1. Amorrrrrrrrrrrrrrrrr
    Você já esta no meu blog como parceria, só da uma olhadinha, bj bj

    http://duranteamadrugadadf.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar